As 12 tradições de Dependentes de Amor e Sexo Anônimo – DASA

TRADIÇÃO 1: “Nosso bem estar comum deve estar em primeiro lugar, a recuperação individual depende da unidade de D.A.S.A.”

TRADIÇÃO 2: “Somente uma autoridade preside em última análise o nosso propósito comum - um Deus amantíssimo que se expressa através da consciência de grupo. Nossos líderes são apenas servidores de confiança não tendo poderes para governar.”

TRADIÇÃO 3: “O único requisito para se tornar membro de D.A.S.A. é o desejo de parar de viver em padrão de dependência de amor e sexo. Quaisquer duas ou mais pessoas reunidas como propósito de ajuda mútua e recuperação da dependência de amor e sexo podem ser autodenominadas de um grupo D.A.S.A., desde que enquanto grupo este não possua nenhuma outra filiação.”

TRADIÇÃO 4: “Cada grupo deve ser autônomo, salvo em assuntos que digam respeito a outros grupos ou D.A.S.A. como um todo.”

TRADIÇÃO 5: “Cada grupo de D.A.S.A. tem um único propósito primordial - levar a mensagem ao dependente de amor e sexo que ainda sofre.”

TRADIÇÃO 6: “Nenhum grupo de D.A.S.A. deverá jamais sancionar, financiar ou emprestar o nome de D.A.S.A. a qualquer sociedade parecida ou empreendimento alheio à Irmandade, a fim de que problemas de propriedade e prestígio não nos afastem de nosso objetivo primordial.”

TRADIÇÃO 7: “Todos os Grupos de D.A.S.A. deverão ser absolutamente autossuficientes, rejeitando quaisquer contribuições externas.”

TRADIÇÃO 8: “D.A.S.A. deverá manter-se sempre não profissional, embora nossos centros de serviços possam contratar funcionários especializados.”

TRADIÇÃO 9: “D.A.S.A. jamais deverá organizar-se enquanto Instituição, porém, podendo permitir a criação de comitês de serviços diretamente responsáveis perante aqueles a que prestem serviços.”

TRADIÇÃO 10: “D.A.S.A. não opina sobre questões alheias à Irmandade, portanto o nome de D.A.S.A. jamais deverá aparecer em controvérsias públicas.”

TRADIÇÃO 11: “Nossas relações com o público baseiam-se na atração ao invés da promoção, cabendo-nos sempre preservar o anonimato pessoal na imprensa, rádio e televisão. É necessário proteger com especial cuidado o anonimato de todos os membros de D.A.S.A.”

TRADIÇÃO 12: “O anonimato é o alicerce espiritual de nossas Tradições, lembrando-nos sempre da necessidade de colocar os princípios acima das personalidades”.

VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ

O único requisito para se tornar membro de D.A.S.A. é o desejo de parar de praticar um padrão de dependência de amor e sexo.

ENCONTRE MAIS SOBRE D.A.S.A.

Junta Mundial de D.A.S.A. – Fellowship-Wide Services – www.slaafws.org

Outros sites relacionados

D.A.S.A Rio de Janeiro - http://dasariodejaneiro.com.br
D.A.S.A Curitiba - http://dasacuritiba.com.br
D.A.S.A. São Paulowww.dasa-sp.org

D.A.S.A. Rio Grande do Sul
Porto Alegre: Grupo D.A.S.A. Porto Alegre (24 anos) - Av. Independência 993 (Cruz Vermelha Brasileira), térreo, fundos, sala 2, bairro Independência. Aos sábados, das 16h:15min às 18h:15min.
Porto Alegre: Grupo D.A.S.A. Honestidade (7 anos) - Av. Goethe 200 (Escola Uruguai), térreo, sala 13, Parque Moinhos de Vento. Às quartas-feiras, das 19h:30min às 21:15min.
Canoas: Grupo D.A.S.A. Abstinência (3 anos) - Rua Coronel Vicente 163 (ao lado da UBS Santa Isabel), térreo, fundos, sala da Pacto, bairro Centro. Quinzenal, 2ª e 4ª segundas-feiras, das 20h às 22h.
Caxias do Sul: Grupo D.A.S.A. Caxias do Sul (1 ano) - Av. Rubem Bento Alves, 3885, térreo, (frente à Guinchos Caxiense), bairro São José. Às quintas-feiras, das 20h às 21h:30min.
CONTATOS: dasaportoalegre@bol.com.br (Porto Alegre e Canoas) e dasacaxias@bol.com.br (Caxias do Sul)."